Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Consumo consciente’

Captura de Tela 2013-04-14 às 14.45.38
Doar livros parece difícil, não parece? Quem tem livros é leitor, gosta do que comprou e leu e guarda porque… por que mesmo? Para reler, quem sabe. Para lembrar do que já foi lido, prateleiras abarrotadas de histórias que já cumpriram seu papel e poderiam partir para outros leitores, outras leituras.

Por sorte, muitas pessoas pensam como nós e, periodicamente, revêem seus acervos, tiram o que pode sair para abrir espaço para o que deve entrar.

Com imensa alegria, recebemos uma ótima doação da escola onde nossos filhos estudaram, livros que podem ter passado nas mãos deles e que agora vão chegar nas mãos de outras tantas crianças.

Fica a ideia: escolas particulares que em geral têm grande acervo em suas bibliotecas podem dar uma olhada generosa em seus volumes e mandar alguns para participar de nossa corrente literária. Seus livros irão parar em prateleiras de escolas públicas, próximas ou muito distantes, onde essa carência, infelizmente, existe.

Sua escola ou a escola onde seu filho estuda também podem entrar nesse movimento. Que tal uma arrecadação de livros entre alunos, pais e funcionários? Muitas escolas de Curitiba já participaram. Seja bem vindo e faça parte. Entre em contato pelo contato@freguesiadolivro.com.br

Cópia de PicMonkey Collage

Aqui, um breve depoimento de Luci Serricchio, diretora pedagógica da Escola Anjo da Guarda – Curitiba. A ela e à escola agradecemos a doação. A quem nos lê, esperamos que leve essa ideia à escola de seu filho.

Edição do vídeo: Bernardo Duarte

Ilustração inicial de Carla dos Anjos: daqui

Read Full Post »

A proposta é simples: levar livros para oferecer gratuitamente ao público que frequenta a feira. São pessoas que podem comprar livros, você pode estar pensando. Mas são principalmente pessoas que, se param diante de nossas caixas e se interessam em levar livros para casa, devem gostar de ler. Se gostam de ler, têm livros em casa. Se têm livros em casa, podem doar alguns para a Freguesia. Entendeu a ideia? E foi muito bom ver como todos apóiam a iniciativa e repensam seus acervos parados em casa…

Fotos de um dia lindo, feitas pelo fotógrafo Munir Bucair Filho, que passou o dia lá conosco, sob chuva e sol escaldante.

Fotos Controversos Fauxtografos

Esse post participa do 5o BookCrossing Blogueiro, promovido pela Luma do blog Luz de Luma. Nesse post você pode conhecer essa iniciativa que convida a todos a libertarem seus livros esquecidos e presos em estantes. O que a Freguesia fez na feira do Alto da Gloria – Curitiba, foi um grande BookCrossing!

Você também pode participar desse movimento: mande livros para a Freguesia do Livro ou entre na página do BookCrossing no Facebook, escolha um livro e liberte-o em algum lugar onde possa ser encontrado e apreciado por outro leitor.

Read Full Post »

Além de ser muito legal, doar livros é uma atitude solidária.

Essa é a coleção de livros doados pela Kátia Klassen, professora de língua portuguesa, literatura brasileira e redação jornalística, diretamente de seu acervo pessoal, trazidos de São Paulo para Curitiba. Parte da coleção foi doada para a biblioteca comunitária que a Professora Nadzieja está montando no bairro Uberaba. Um grande exemplo de solidariedade que pode ser praticado por muitas pessoas.

É bacana perceber que as pessoas estão se conscientizando da importância de doar livros e destiná-los a locais em que elas sabem que serão bem aproveitados. No início de nosso trabalho com a Biblioteca Comunitária do Sítio Vanessa, há um ano e três meses, encontramos algumas resistências. O livro no Brasil é caro, isso é um fato, e quem compra tem apego, seja por amar aquele livro, aquela história, aquele autor, e também pelo preço que pagou naquele exemplar.

Mas ao longo desse ano, encontramos pessoas dispostas a deixar seus livros livres para novos leitores.

O importante para quem está iniciando uma biblioteca comunitária, ou que já tem uma em funcionamento é mostrar retorno àqueles que doaram livros. Publicar nos blogs e redes sociais as iniciativas com fotos e textos descritivos e mostrar as ações educativas, as tardes recreativas, os momentos de leitura, para que aqueles que doaram livros possam ver que eles estão sendo muito bem aproveitados, e o mais importante, perpetuados.

Para aqueles que estão começando a se desapegar de alguns exemplares e que estão abrindo a mente para uma possível doação, meu conselho é que procurem locais idôneos, conheçam as bibliotecas do bairro e da comunidade, dediquem-se a uma pesquisa um pouquinho mais aprofundada, seja na Internet, ou pelo telefone, ou até mesmo na conversa diária com amigos, colegas, vizinhos e parentes, para descobrir qual é o melhor local,  o mais apropriado para doar seus livros e ter a certeza de que eles serão bem aproveitados e utilizados tão bem quanto o antigo dono.

Foto: Daniele Carneiro – Texto publicado originalmente em Bibliotecas do Brasil

Read Full Post »

A Freguesia do Livro funciona na base da ajuda: nos ajudam aqueles doam livros, nos ajudam os que doam banners, os que recebem nossos pontos de leitura, os que divulgam a ideia, quem arranja caixas de feira que restauramos, quem doa cadernos com páginas em branco, quem faz marcadores de livros com o que tiver por perto, retalhos de papel e tecido que viram coisas mimosas como essas.

Ou como esses, produtos de linha da Carmen Strobel que, simpatizante da nossa iniciativa, doou essas lindezas que estão à venda na Sensorial Bazzar, aqui em Curitiba. Os marcadores custam R$18,00 e todo o resultado da venda será revertido para a Freguesia. Se você também quiser ajudar, compra um!

Read Full Post »

Feira do Livro Senai CIC

Ontem a Freguesia do Livro participou da Feira do Livro Senai CIC, evento voltado para os alunos do colégio do Sesi de ensino médio, e para os alunos dos cursos técnicos do Senai. A proposta era apresentar a Freguesia para os alunos, doar livros, incentivá-los à leitura, e também a troca de livros e doação. Conversamos com eles sobre bibliotecas e livros livres. Essa foi a primeira vez que a Freguesia do Livro participou de uma feira literária e o resultado foi muito bacana. O quiosque da Freguesia ficou repentinamente movimentado assim que os alunos foram liberados para o intervalo. Os marcadores de páginas confeccionados pelas colaboradoras da Freguesia e que integram o projeto Recicla Cultura fizeram sucesso, e foram vendidos por R$1,00 cada, valor que será revertido para novos projetos da Freguesia.

Banner da Freguesia do Livro

Jô Bibas, Juliano Rocha e Ângela Duarte preparando o quiosque da Freguesia

Alunos do Sesi e do Senai escolhendo livros da Freguesia do Livro

Os alunos ficaram bastante entusiasmados com a possibilidade de escolher um livro e levar para casa sem precisar pagar nada, e aproveitaram para conversar sobre literatura e suas leituras preferidas. O mais bacana foi perceber que as pessoas adoram o empréstimo livre e a livre circulação de livros sem precisar de carteirinha ou apresentação de documentos, sem burocracia.  Eles pediram para que a gente volte ao Senai, mas pediram para avisarmos antes, para que eles também possam levar livros para trocar e doar. Não é o máximo?!

A caixa de livros da Freguesia prontinha para os alunos do Sesi e do Senai

Ecocidadão Acampa CIC

Visitamos dois barracões de reciclagem com a Freguesia do Livro localizados também na Cidade Industrial de Curitiba, para levar os livros arrecadados e doá-los para os funcionários e catadores de material reciclável que trabalham nos barracões. O primeiro barracão de materiais reciclados visitado foi o Acampa – Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Parceiros do Meio Ambiente.

Acampa

Silvana, catadora de materiais recicláveis

Silvana, catadora de material reciclável do Ecocidadão Acampa, localizado na Cidade Industrial de Curitiba, recebendo os livros arrecadados através de doação e levados até o barracão pela Freguesia do Livro. Ela disse que gosta muito de ler gibis, mas que não estava lendo muito ultimamente por causa da miopia. Também gosta de livros de romance. Ela escolheu um dicionário de português para levar para sua filha fazer os trabalhos da escola. Ela também se encantou com as revistas de receitas.

Silvana e Fabiana

Silvana e Fabiana, catadoras de materiais recicláveis do projeto Ecocidadão Acampa, na Cidade Industrial de Curitiba. As amigas gostam de ler livros de romance e ficaram encantadas com as revistas de receitas. A Fabiana também não anda lendo muito por problemas oftalmológicos e por não possuir óculos adequados. A Fabiana tem 23 anos e me contou que gosta de ler livros de romance para se inspirar e depois escrever cartas. Ela disse que gosta bastante de escrever cartas românticas.

Equipe Acampa: Silvana, Fabiana, Seu Moacir e Augustinho

Ângela Duarte conversando sobre livros e literatura com a Silvana e o Augustinho

Quem quiser colaborar com o Ecocidadão Acampa, doando livros, ou para aqueles que quiserem levar diretamente os seus materiais recicláveis para o barracão, é só entrar em contato através do telefone:  (41) 3288-4539, ou diretamente no endereço: R. Dr. Ivan Ferreira do Amaral, 150, na Cidade Industrial de Curitiba. Ao separar os materiais recicláveis do lixo orgânico e encaminhá-los para os barracões de reciclagem, você está colaborando com o trabalho e sustento desse pessoal.

Ecocidadão Novo Horizonte CIC 

O barracão de reciclagem Ecocidadão Novo Horizonte recebeu livros arrecadados e doados pela Freguesia do Livro.

Iracema e as meninas que trabalham no barracão

O segundo andar do prédio onde fica o Ecocidadão Novo Horizonte tem um amplo espaço onde a Iracema quer montar um cantinho da leitura, com caixas e estantes de madeira e plástico, e materiais recicláveis que são jogados fora, e chegam até lá através dos caminhões do “Lixo Que Não é Lixo”, coleta seletiva da cidade de Curitiba. Quem tiver livros para doar, ou quiser colaborar com materiais e móveis para a biblioteca do Ecocidadão Novo Horizonte, pode entrar em contato com a Freguesia do Livro e com a Iracema pelo telefone: (41) 3285-9637, ou no endereço: Rua Celeste Senegaglia – Cidade Industrial, Curitiba.

Fotos: Dani Carneiro e Juliano Rocha

Post originalmente publicado em Terra Expressa

Read Full Post »


Recebemos uma contribuição de Marina Bibas, direto de Nova Iorque. Um movimento que quer levar livros para nova iorquinos, no ir e vir do trabalho.

Segue a tradução do flyer.

Leia & Recicle & Repita

Literatura em trânsito

Relit New York é um programa que traz livros de forma gratuita diretamente para novaiorquinos em movimento.

Nós coletamos seus livros antigos e os reciclamos para o público.

Para sua conveniência, encontre-nos todo mês distribuindo livros perto dos maiores centros de transporte público.

Sem taxas, sem cadastro, sem datas de entrega. Pegar um livro com a gente é rápido, fácil e sem pegadinhas.

Não jogue fora seus livros antigos, doe para nós para que possamos passá-los adiante para encorajar e disseminar a alegria da leitura.

Compartilhe um livro e deixe a sua história reviver.

facebook.com/relitny

Read Full Post »

Hoje, 5 de junho, comemora-se o Dia da Ecologia e o Dia Mundial do Meio Ambiente. Portanto, um bom momento para mostrar a pequena biblioteca que a Freguesia do Livro levou em mais uma unidade da EcoCidadão – associações de catadores de material reciclável aqui em Curitiba. Desta vez estivemos na Associação Amigos da Natureza, no Pinheirinho. A mensagem é dada por um dos associados, o Saturnino, rapaz articulado que, em meio ao serviço de catador nas ruas, de separador do lixo orgânico do reciclável no barracão e do  orgulho de ter voz ativa nesse projeto que vem dignificando seu trabalho, ele sabe o valor que um livro tem em seu crescimento. A Freguesia espera ter contribuído para sua formação e lazer.

Aproveitamos a data para um lembrete: os catadores já fazem um trabalho de valor inestimável em nossa comunidade, separando e organizando as enormes quantidades de lixo que se produz no dia-a-dia. Além disso, possibilitam que esse material seja reaproveitado, encaminhando-o para as usinas de reciclagem. Nessa corrente ecológica, o elo que nos cabe é separar o lixo de forma adequada, orgânico com orgânico, reciclável com reciclável. Simples assim. Pense nisso.

Você também vai gostar de…

Recicla Cultura

Read Full Post »

Older Posts »