Feeds:
Posts
Comentários

Archive for abril \26\UTC 2012

Esse post está aqui para apresentar o que a Freguesia do Livro fez nos últimos dois meses, quando resolvemos ampliar nossa atuação. É  a nossa história dos livros que vão continuar contando suas histórias.

Biblioteca no Projeto Crescer –  Instituição que oferece atividades de contra-turno para crianças que vivem em área de risco social. Iniciamos na Vila Zumbi, Curitiba, em 2o11.

Na Biblioteca Livre Pote de Mel. Levamos alguns livros para contribuir com essa ideia que muito nos inspirou. Curitiba.

A Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa. Parceiros. Amigos. Um lugar para onde vale a pena mandar livros. Morretes/PR.

Livros para o Instituto Nauru, uma ONG que abriga meninos de 8 a 18 anos em situação de risco pessoal e social, em uma família alternativa .

Para o Praia Secreta – Rafting e Expedições, que também faz um trabalho de treinamento empresarial e recolheu doações de livros sobre Liderança. A Freguesia ajudou.

Caixa com livros para os funcionários da Ingrax – Indústria de graxas. Em Curitiba e na sede do Rio de Janeiro.

Em um salão de beleza. Curitiba.

Livros para o Amigo Livro, iniciativa recente em Guaratuba/PR.

E para a Escola Rural Municipal de Anhaia e Escola Rural Municipal de Rodeio. em Morretes/PR.

Hospital Erasto Gaertner – Curitiba. Daqueles lugares onde os livros fazem grande diferença.

Para os funcionários da Gráfica Comunicare, parceira nos nossos impressos.

Na Aliança Francesa – livros didáticos e de literatura em francês. A Aliança, por sua vez, oferece os livros gratuitamente aos seus alunos. Livros em movimento.

Todos os pontos de leitura citados anteriormente têm como característica a total disponibilização dos livros, porque a intenção é estimular esse contato. Essa semana começamos também a colocar pontos de leitura em lugares frequentados por um  público já leitor, com a proposta “Leve um livro. Deixe um livro“.

No MI+x Café e Arte. Entre. Tome um café. Leve um livro. Traga um livro. Em Curitiba. Também é Ponto de Coleta.

No Guiolla Hamburgueria Gourmet. Virou Ponto de Leitura. E Ponto de Coleta. E com evento de troca de livros!

Para finalizar: temos muitos cadastros para novos Pontos de Leitura. Para isso, doações de livros serão sempre bem-vindas.

Alguns desses cadastros vêm de lugares distantes de Curitiba, como Acre, Rondônia, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais. Esperamos sensibilizar transportadoras, agências dos Correios ou iniciativas próximas a esses locais para que os livros cheguem onde são desejados e necessários. Se você, que nos acompanha, tiver alguma boa idéia, por favor, ajude-nos a levar livros para outros lugares do Brasil.

Read Full Post »

Biblioteca livre, para a Freguesia do Livro, é aquele lugar que vai deixar livros disponíveis para uma clientela, uma comunidade, um grupo de pessoas que o frequentam. Biblioteca porque tem livros, livre porque o freguês pode pegar o livro, sem fazer ficha, sem ter prazo para devolver, sem multa na devolução. Na moral. No fio do bigode. Ninguém controla, só o próprio leitor que, esperamos, sensibilizado pela iniciativa e pelo adesivo que encontrará dentro de cada volume, sentirá que devolver, trocar ou passar aquele livro adiante é um modo de investir na cultura.

É bom para quem leva o livro, pois pode ficar com ele o tempo que for necessário, pode emprestar para amigos e pode trazer outros para contribuir com a ideia. É bom para o local que disponibiliza os livros, pois estará oferecendo mais um serviço a seus clientes ou funcionários e participando de um movimento literário sem que isso lhe traga qualquer inconveniente. E é bom para os livros, que terão saído de estantes silenciosas para serem apreciados mais e mais vezes.

Foto do livro: Juliano Rocha – Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa

Read Full Post »

Os livros que Juliette nos mandou da Holanda finalmente acharam a sua morada. Queríamos um lugar onde os livros preparados com tanta dedicação por essa forte defensora do poder da leitura na vida de uma criança, chegassem a um lugar a altura. Chegaram. No Hospital Erasto Gaertner, aqui em Curitiba, que trata pacientes com câncer. Levamos para o Hospital os livros infantis que vieram da Holanda e aproveitamos e fizemos uma caixa com livros para adolescentes também.

Rosana, uma das voluntárias da Rede Feminina de Combate ao Câncer que levam seu apoio pelo hospital afora com seu jaleco cor de rosa e uma simpatia contagiante, nos recebeu na portaria e juntas carregamos nossa preciosa carga literária em um carrinho de supermercado.

Topamos com uma dupla especial, mais gente que sabe que existem mil maneiras de fazer algo de bom pelos outros: os palhaços da Trupe da Saúde. Um deles estava muito charmoso, com um piercing de girafa na orelha…

Brincadeiras à parte, quem acompanha a Freguesia do Livro sabe que, apesar de já estar há mais de um ano no Projeto Crescer da Vila Zumbi, ainda nem completou 2 meses de atuação no movimento de livros. E hoje tudo valeu a pena. Levamos livros lindos para crianças e jovens que precisam distrair a espera pela saúde merecida.

Para aqueles que têm nos doado livros e portanto fazem parte dessa entrega ao Hospital, OBRIGADA.

Read Full Post »

A Freguesia do Livro está participando do BookCrossing Blogueiro proposto pelo Luz de Luma. Para quem não sabe, o movimento BookCrossing propõe que a gente perca livros por aí. Perder no bom sentido, a ideia é que livros sejam compartilhados.

Aí ficamos aqui pensando que a Freguesia do Livro é um BookCrossing tamanho família. Provocamos  amigos e conhecidos para que reavaliem seus acervos e se conscientizem que livros nasceram para serem lidos, não apenas por seus proprietários, mas sim pelo maior número de pessoas possível. Aliás,  livro não combina com posse, ter um livro guardado silencioso em estantes para sempre é um tipo de egoísmo, de prisão para tudo o que aquele volume contém.

Assim, temos recebido livros. De amigos, de gente que conhecemos e de pessoas que nunca vimos. Todos exercitando o desapego.

Nem sempre é fácil doar livros...

Até livros da Holanda recebemos!

A Freguesia liberta livros. Recebe os livros que nos doam e os encaminha para lugares improváveis. Tropeçar em livros disponíveis ajuda. Opa, uma caixa de livros aqui… Livro que posso levar e trazer quando puder, ou que posso entregar para outro leitor… Vou levar, porque não?

Nossa biblioteca na Vila Zumbi

Uma parceria importante com os idealizadores da Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa, em Morretes. Idealistas que fazem acontecer.

Biblioteca Comunitária Sitío Vanessa. No meio da Mata Atlântica.

Biblioteca Comunitária Sítio Vanessa

No refeitório de uma indústria de lubrificantes.

Em um salão de beleza.

O movimento BookCrossing sugere que dentro do livro seja colocada uma mensagem que explique que aquele livro largadinho em algum lugar pretende ser lido por alguém, é um ato de generosidade que deve ser respeitado. Os livros que a Freguesia do Livro solta por aí levam esse adesivo:

Mas para ficar bem no espírito do BookCrossing, veja aqui um livro perdido no aeroporto de São Paulo e encontrado em Nova Iorque no dia seguinte. Uma coincidência e tanto!

Participe da Freguesia do Livro. Doe livros. Tenha um ponto de Leitura onde colocar livros para outros leitores. Nós ficamos muito felizes!

Read Full Post »

É uma boa ideia, calma. Que tal se juntar a nós numa proposta simpática e simples? Pedágio Literário.  Vai receber amigos para um jantar? Peça que cada um traga um livro de casa para doar – já lido, esquecido e abandonado num canto, é até um favor. Marcou um lanche com as amigas em um café charmoso? Pede um livro de cada. Vai reunir a turma da faculdade para um happy hour? Solicitação de doação de livro neles! Está organizando um evento e não aguenta mais pedir lata de leite em pó ou alimento não perecível? Varie, peça que tragam um livro ou revistas em quadrinhos.

Todo mundo tem um livro que pode doar sem dor, mas nunca parou para pensar nisso. Com uma ideia tão simples, quem sabe a pessoa não vai até sua estante de livros e percebe que mais de um livro poderia sair dali para ir visitar novas paragens…

E o que fazer com os livros que você arrecadar? Manda para nós! A gente distribui para novos leitores.

Pratique o Pedágio Literário e depois conte suas experiências para nós. Pode render boas histórias que publicaremos aqui!

Esse post participa do BookCrossing Blogueiro do Luz de Luma. No blog encontrei essa texto que combina muito com o jeito que a Freguesia do Livro pensa:

“Lembre-se que deixar um livro fechado tem o mesmo valor de folhas em branco. Não deixe que histórias, reflexões e conhecimentos se enclausurem.”

Read Full Post »

Carlos topou na hora: quer ir contar histórias na biblioteca que montamos e acompanhamos há um ano na Vila Zumbi? Nem pensou duas vezes. Munido de seu guarda-chuva, alguns livros para doar para nosso espaço, lá veio ele, cheio de histórias para encantar a criançada. Em uma comunidade em que a leitura se apresenta pouco valorizada, temos nos esforçado para mostrar aos meninos e meninas que ler pode ser, antes de tudo, divertido. E Carlos nos ajudou nessa empreitada.

Lembramos que a biblioteca formada na Sociedade Crescer, na Vila Zumbi, região metropolitana de Curitiba, constitui-se toda de livros doados. Livros como os que esperamos que você nos doe para que possamos criar mais espaços como esse.

Carlos Daitschman é um contador de histórias que vale a pena conhecer. Se quiser que ele venha contar  histórias adequadas a públicos de qualquer idade: ocontadorde@hotmail.com

Read Full Post »

Ilustração  de Colin Thompson, no Rincòn del Libro.

Texto de Juliette Fernandes.*

Para você que gostou da iniciativa das criadoras da FREGUESIA DO LIVRO e acha que o fato de morar longe de Curitiba seria algum empecilho para fazer parte desta corrente, aqui vão algumas dicas.

Os livros estão se acumulando na sua estante?? Faça-os circular, faça-os ganhar vida. Como? DOANDO. Livro parado é um livro morto e tristinho.

Está aposentado ou tem um tempinho livre na sua agenda apertada? Que tal ser voluntário por algumas horinhas em uma creche ou escola e ler para as crianças? A imaginação delas vai voar e você pode, neste momento de encantamento, ensinar tantas coisas…vocês não têm noção do que isso significa, do alcance da leitura.

Você também pode pegar alguns livrinhos e ler para crianças internadas em hospitais. Muitas pessoas fazem isso, mas ainda temos muitas crianças entediadas em camas de hospital. Ouvindo as historinhas elas viajam.

Sabia que muitos presídios estão criando bibliotecas e incentivando a leitura entre os detentos? Sabia que o maiores beneficiados somos nós? Sim, porque se alguém muda sua maneira de pensar, de ver a vida (e livro tem este poder), pode voltar melhor para a sociedade. O livro anda modificando mentes, principalmente nos presídios femininos onde a procura por leitura é maior. Ahh, mas eu vou doar livro para quem agiu errado com a sociedade?? Sim, se a intenção é ter pessoas melhores andando por aí depois que forem libertadas.

Espaço Troca-Livro. Quando trabalhei na Secretaria de Educação de São Bernardo do Campo tínhamos um espaço onde a população podia levar e pegar livros, inclusive didáticos. Eu doei muitos e todo começo de ano eu ia ao espaço com a lista de livros da escola do meu filho, levava os antigos e garimpava os novos, que não eram novos e sim usados, mas representavam uma grande economia no orçamento. Fica aqui a dica para as mães se organizarem e trocarem livros no começo do ano letivo em algum espaço, não esquecendo de levar também os não didáticos.

Conhece alguma comunidade carente onde as crianças passam a maior parte do tempo ociosas? Faça um movimento, arrecade livros, pense em uma maneira dessas crianças terem acesso aos livros. As ideias virão e as parcerias também. A Freguesia do Livro está aqui para te ajudar.

Como vocês podem ver, o fato de morar em outra “freguesia” não significa que nada pode ser feito. Afinal, em cada cidade, em cada estado, em cada cantinho tem alguém esperando para ser mais feliz, e livros têm este poder: livro liberta, livro fortalece.

* Juliette é brasileira e  trabalha em biblioteca na Holanda. Nos enviou livros infantis de lá. Veja aqui.

Read Full Post »

Older Posts »